Diário de um Sedutor

Onde roda o ponteiro do teu relógio? O frio congela quando o tempo se torna hora? quando ora o desejo pelo alento do corpo?


Seria o diário um capuz? a máscara de um destino roubado? ou que se perdeu no delírio de uma noite sem estrelas? quem sabe se o que brilha é uma trilha ou uma explosão? se o invisível sente mais que o palpável?


Terão as lágrimas da paixão mais propriedade para falar do que o riso de um caso fortuito? A vaidade pode invadir sem destruir? o sonho pode construir um lar


0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Yara

Voltei